Despertar desde cedo a importância da preservação do planeta é o principal objetivo do Núcleo de Educação Ambiental (NEA), programa da OJI PAPÉIS ESPECIAIS, que oferece oficinas e atividades gratuitas de conscientização para estudantes da rede pública de Piracicaba. Só no primeiro semestre, a iniciativa recebeu 400 alunos de 11 escolas da cidade.

Neste ano, o NEA trouxe novidades para os participantes. Agora, a sustentabilidade do papel é o tema central das ações, que também abordam conteúdos sobre preservação do meio ambiente, fauna, flora e economia de água. Os professores também recebem capacitações sobre os assuntos. A OJI disponibiliza o espaço, o educador ambiental, o transporte de ida e volta da escola até a empresa e um lanche para os alunos, além de proporcionar a vivência em um espaço às margens do Rio Piracicaba e em uma casa totalmente construída de forma sustentável, desde a estrutura até o mobiliário.

Um dos novos materiais de aprendizado é uma maquete dinâmica, que mostra a importância da preservação das matas, sobretudo as ciliares, para a conservação e proteção dos rios. “Mostramos os efeitos da chuva, por exemplo numa região onde as árvores foram preservadas e onde não foram, e o impacto é gigantesco. Porém, mostramos também que é possível preservar e continuar gerando riqueza para as pessoas, sempre de forma sustentável. Por exemplo, destacamos como o plantio consciente dos eucaliptos, uma das árvores que dá origem a principal matéria-prima do papel, a celulose, pode satisfazer as necessidades humanas e preservar o meio ambiente”, destaca o analista de Sustentabilidade da empresa, Vieira Junior.

Outra novidade é a entrega de um certificado para os participantes impresso em papel térmico, principal produto da empresa e que é utilizado em cupons fiscais e recibos de cartões de crédito, por exemplo. “Desta forma, as crianças levam para casa um produto fabricado pela OJI e isso amplia o sentido de toda a atividade do NEA”, diz Vieira.

O uso de copos plásticos também foi abolido durante as atividades, agora as crianças recebem uma caneca personalizada do programa, além de uma ecobag, um lápis-semente e revistinhas educativas da Turma da Floresta. Inclusive, o lanche oferecido para os estudantes é feito pelo projeto Menino Gourmet, da Casa do Bom Menino, de Piracicaba.

“O objetivo é mostrar que o cuidado com o planeta está nas pequenas atitudes no dia a dia”, comenta Vieira. No segundo semestre, será plantado um eucalipto no NEA, para que as crianças conheçam de perto uma das principais fontes de madeira utilizadas para a produção de celulose.

Programa

Desde que foi inaugurado, em 2014, o NEA já capacitou cerca de quatro mil alunos da cidade. A escolha das escolas é feita com base na indicação feita pela Diretoria de Ensino, que prioriza as instituições mais carentes ou que possuem ligação com os temas propostos em sua programação de ensino.

Acompanhe também pelas redes sociais os trabalhos desenvolvidos pela Oji Papéis.