Com foco nas novas atividades desenvolvidas pelo NEA (Núcleo de Educação Ambiental) da OJI PAPÉIS ESPECIAIS, aproximadamente 50 professores de Ciências da rede pública passaram por capacitação técnica na tarde de hoje, 26, com palestras e uma trilha elaborada para oferecer conhecimento com base em experiências. Os educadores conheceram o roteiro elaborado pela OJI para tratar de assuntos como recursos hídricos, a partir do Rio Piracicaba, que margeia a empresa, mata ciliar, fauna e flora local, consumo consciente, gestão de resíduos, alimentação saudável e outros.

Com objetivo de levar conteúdo de forma lúdica e oferecer uma experiência diferenciada no processo de ensino, os participantes viram conceitos de hortas caseiras, aprenderam a reaproveitar materiais descartáveis e a construir um sistema de aproveitamento de água da chuva, fizeram uma trilha conhecendo alguns animais típicos da região, a cultura indígena e, a partir de maquetes, estudaram a importância da mata ciliar. 

“Além de conhecerem o nosso espaço e terem ciência do roteiro e conteúdo que os seus alunos terão acesso aqui na empresa, essa capacitação tem o objetivo de potencializar a mensagem da preservação ambiental. Se cada professor discutir o tema abordado com uma sala de 30 alunos, por exemplo, teremos um número de cerca de 1.500 capacitados, expandindo, em muito, nossa rede de multiplicadores”, afirma o gerente de relações internacionais da OJI, Neto Mello.

Para a professora Rosana Fonseca, da escola Paulo Luís Valério, a maior importância do projeto está em sua maneira de conscientizar. “Na verdade, é muito difícil conscientizar. Os passos, nesse sentido, são pequenos e devagar. Introduzir valores como esses em nossos alunos faz toda a diferença no processo de conscientização”, afirma.

Para Julio Augusto Leme, professor da escola Adolpho Carvalho, a troca de experiências e ideias entre o grupo fortalece a luta pela causa ambiental e incentiva a caminhada. “Às vezes parece que fazemos muito e não muda nada. Mas, quando percebemos que não estamos sozinhos, nos animamos. Saio daqui cheio de ideias e vontade de fazer mais”, disse.

Reaberto em 2014, o NEA se aproxima neste ano da marca de 1.000 alunos atendidos. “Neste período, capacitamos e refletimos com as crianças e adolescentes sobre temas como reciclagem, água, cidadania e sustentabilidade”, conta Neto. Somente em 2016, além dos professores, cerca de 400 alunos deverão passar pelo local.

SOBRE OJI PAPÉIS ESPECIAIS
Com capacidade produtiva de 120 mil toneladas de papel por ano, a empresa é líder nacional do setor de papéis especiais (térmicos e autocopiativos) e pioneira na fabricação de papel revestido on machine. O Grupo OJI Holdings Corporation, fundado em 1873 no Japão, atualmente conta com mais de 26 mil profissionais e atua em quatro continentes com mais de 300 subsidiárias e unidades fabris. Em setembro de 2011, o grupo japonês assumiu o controle da fábrica de papéis especiais de Piracicaba, iniciando suas operações no setor de papel no Brasil. A OJI PAPÉIS ESPECIAIS tem como princípios a proteção ao Meio Ambiente, a promoção da Cultura, a Geração de Trabalho e Renda e o incentivo ao Esporte.

Acompanhe também pelas redes sociais os trabalhos desenvolvidos pela Oji Papéis.