A OJI PAPÉIS ESPECIAIS, pensando no bem-estar e na qualidade de vida dos seus profissionais, realiza o programa “OJI 100% livre de tabaco” com o suporte do Instituto de Medicina e Segurança do Trabalho (Imtep). Em um ano, cerca de 45% dos profissionais inscritos no programa abandonaram o vício da nicotina.
Com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre os riscos do cigarro e garantir mais saúde aos profissionais, a OJI tem oferecido desde 2015 um tratamento completo e gratuito aos interessados em parar de fumar. O programa conta com uma equipe multidisciplinar, composta por médicos, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas e enfermeiras. Além disso, a empresa também tem custeado todas as despesas com eventuais medicamentos necessários.

Para o gerente de Recursos Humanos e de HSMT - Higiene, Segurança e Medicina do Trabalho da OJI PAPÉIS ESPECIAIS, Neto Mello, o programa é uma consolidação dos valores da empresa, promovendo o desenvolvimento de seus funcionários não somente no âmbito do trabalho. “Esta foi uma oportunidade para que os profissionais cuidassem da saúde e do bem-estar, sendo eles nossa primeira preocupação. E os resultados mostraram que estamos no caminho certo”, ressalta Mello. 

De acordo com a enfermeira do trabalho da OJI PAPÉIS ESPECIAIS, Tabata Campos, a ação iniciou após a empresa identificar que a maioria dos fumantes regulares desejava abandonar o vício. “Fizemos uma análise dos funcionários e identificamos que dos 40 profissionais que fumavam regularmente 30 gostariam de parar. Mesmo sendo um número baixo em relação ao nosso quadro de funcionários, a empresa entende que a dependência do cigarro é grave e que era necessária uma maneira de contribuir para a diminuição”, explica Tabata.

E os números realmente são animadores, entre os participantes, 45,83% profissionais abandonaram completamente o vício, 20,83% reduziram significativamente o consumo, 20,83% tiveram recaídas durante o processo e apenas 12,5% não pararam de fumar, porém se conscientizaram dos malefícios causados pelo cigarro. 
A estruturação do programa conta com uma avaliação psicológica do funcionário para descobrir o grau de dependência do cigarro, uma avaliação médica para avaliar qual o medicamento necessário em cada caso, além do acompanhamento de uma nutricionista e reuniões periódicas com uma psicóloga. 

Como forma de avançar com o projeto, após seis meses do início do programa antitabagismo, todos os pontos de fumo da empresa foram retirados, tornando a prática proibida nas dependências da companhia. Além de preservar a saúde dos profissionais, a atitude também minimiza os riscos de incêndio no interior da empresa.

Vício esquecido

Os companheiros de trabalho André Luis Ferreira de Souza Vieira, 41, assistente de TI e o técnico de impressora Odair Aguari Junior, 44, fazem parte do grupo de profissionais que abandonaram o vício, incentivados pelo programa “OJI 100% livre de tabaco”. Ambos afirmam que sem a iniciativa da empresa não seria possível abandonar o antigo hábito.

Junior conta que fumou durante 32 anos cerca de um maço e meio de cigarros por dia. “Não lembrava mais da minha vida sem o cigarro, comecei a fumar muito novo e, por isso, ninguém imaginaria que eu conseguiria parar. Se não fosse o incentivo da OJI que me apoiou e custeou meu tratamento, não sei se seria possível”, contou Junior. O técnico precisou fazer uso de medicamentos e adesivos liberadores de nicotina durante o tratamento.

Vieira, que fumou por 23 anos cerca de um maço por dia, diz que o apoio da empresa foi primordial para sua realização pessoal e, que após o abandono do vício há oito meses, já sente as melhorias em sua qualidade de vida. “Minha qualidade respiratória melhorou 100% após abandonar o cigarro, e não sei se seria possível sem o incentivo da OJI. Durante as reuniões nos fortalecíamos, o que dava coragem para continuar o tratamento sem recaídas”, afirmou. O assistente de TI participou de todas as reuniões realizadas durante a campanha e fez o uso de adesivos liberadores de nicotina durante um mês. 

OJI PAPÉIS ESPECIAIS – Com capacidade produtiva de 120 mil toneladas de papel por ano, é líder nacional do setor de Papéis Especiais, (Térmicos e Autocopiativos) e pioneira na fabricação de Papel Revestido on machine. O Grupo OJI Holdings Corporation, fundado em 1873 no Japão, atualmente conta com mais de 26 mil profissionais e atua em quatro continentes com mais de 300 subsidiárias e unidades fabris. Em setembro de 2011 o grupo japonês assumiu o controle da fábrica de papéis especiais de Piracicaba, iniciando suas operações no setor de papel no Brasil. A OJI PAPÉIS ESPECIAIS tem como princípios a proteção ao Meio Ambiente, a promoção da Cultura, a Geração de Trabalho e Renda e o incentivo ao Esporte.

Acompanhe também pelas redes sociais os trabalhos desenvolvidos pela Oji Papéis.